Oitavas e sétima colocações

Oitavas e sétima colocações

Dando continuidade aos posts sobre os rankings, hoje trouxemos os oitavos e sétimos lugares da nossa coletânea de games, séries e livros, confira a tão esperada segunda etapa da nossa seleção:

Livros

8°) No oitavo lugar da categoria livros vai para os apaixonados por robótica, esta é a fantástica coletânea de nove contos “Eu, Robô”, escrita pelo russo Isaac Asimov. Os robôs presentes nos contos conquistaram a muitos leitores, escritores e cientistas sendo até hoje fonte de inspiração em tudo que lemos e assistimos sobre essas criaturas mecânicas, reúne os primeiros textos de Isaac Asimov sobre robôs, publicados entre 1940 e 1950. Relatando a evolução dos autômatos através do tempo contendo as Três Leis da Robótica, os princípios que regem o comportamento dos robôs e que mudaram definitivamente a percepção que se tem sobre eles na literatura e na própria ciência.

7°) Ocupando o sétimo lugar está “As crônicas de gelo e fogo”, essa série de livros escrita pelo grande autor George R. R. Martin repleta de fantasia épica despensa apresentações, afinal, quem não conhece essa grande obra?! São cerca de 5 volumes publicados sendo adaptados para um grande número de formatos, jogos, a série muito famosa Game of Thrones, videogame, história em quadrinhos e bonecos em miniatura. Ao acompanhar essa história o leitor embarca em uma viagem sobre os acontecimentos dos Sete Reinos, onde uma guerra pela posse do Trono de Ferro é travada. A história se desenvolve principalmente no continente de Westeros, cuja extensão é equivalente à da América do Sul. Quem gostar desse cenário nórdico vai gostar bastante.

Séries

8°) Na oitava colocação das séries selecionadas está o “Mr. Robot”, criada por Sam Esmail, a série pode ser considerada recente, mas já conquistou a muitos telespectadores, retratando a história de drama de Elliot, personagem principal, que é um jovem programador que trabalha como engenheiro de segurança virtual durante o dia, e como hacker vigilante durante a noite. Elliot se vê numa encruzilhada quando é recrutado para destruir a firma que ele é pago para proteger, embarque nessa viagem pela mente conturbada desse grande profissional de programação, é de fato muito interessante.

7°) Em sétimo lugar temos “Arrow”, desenvolvida por Greg Berlanti, essa é de fato muito conhecida entre os jovens, a série estreou em 2012 repleta de muita ação, crime, mistério, drama e claro super-herói, estando no mesmo universo fictício de Supergirl, The Flash e Legends of Tomorrow, baseada no personagem Oliver Queen da DC Comics, um rapaz que após um náufrago violento é dado como morto, mas é encontrado após cinco anos isolado numa ilha deserta. Ele volta para a cidade com o objetivo de lutar contra injustiças e reparar os erros cometidos pela sua família, tornando-se assim um grande herói, o arqueiro verde. O enredo dessa aventura é feito para os amantes de ação, para os que desejam embarcar nessa história a série está disponível na Netflix.

 

Games

8°) No oitavo lugar da categoria games temos o “Resident Evil”, que faz parte de uma franquia de mídia constituída de histórias em quadrinhos, livros, filmes, enquanto os jogos aderem a uma história mais consistente, existem alguns desvios do enredo nos filmes e nos livros, que são considerados histórias paralelas. Resident Evil começou no PlayStation e migrou para o cinema tendo uma série de 5 filmes, seu enredo é em torno de uma série de casos de homicídio envolvendo canibalismo ocorridos em Arklay Mountain (Montanhas Arklay), ao norte da cidade fictícia Raccoon City em 1998. Sua jogabilidade é na perspectiva em 3° pessoa, podendo ver todos os personagens por cima enquanto eles se movem por cenários pré-renderizados, que agradam muito aos fãs. Toda partida se inicia com a seguinte mensagem: “Este jogo contém cenas sangrentas e de violência explícita”, não precisamos ressaltar o que vem em seguida. Para os jogadores de plantão que se amarram em ação essa é uma ótima pedida.

7°) Na sétima colocação temos o “RPG – Breath of Fire ”, todo aquele que se considera nerd de fato já jogou RPG e dentre muitas opções escolhemos o Breath of Fire, que se iniciou em 1993, para o Super Nitendo, e consiste numa batalha entre o bem e o mal de uma natureza decididamente religiosa. É um mundo fictício composto por pessoas de diversas raças e culturas. Presença de minotauros, “homens-peixes”(geralmente mercadores), os wyndians, que se parecem com humanos normais, mas possuem asas de anjos, seres humanos e deuses. Isso é dito na cultura do mundo fictício de Breath of Fire desde sua primeira versão de jogo. Os que gostaram da premissa estão convidados a se juntarem à essa fantástica série de RPG.

Próxima semana retomamos nosso Top 10, fiquem atentos!

Leave a Reply

Protected by WP Anti Spam