Mulheres na Tecnologia: projeto busca incentivar e aumentar a participação feminina na área de TI

Conheça o Ada Experience, uma mistura de treinamentos, palestras e oficinas voltadas para o público feminino da RMR com foco na criação de aplicativos móveis

30 de junho de 2017
• Escrito por

As programadoras e profissionais de TI invadiram o Centro de Inovação trazendo oportunidades inéditas, o próximo mês será todo voltado para o tema: As mulheres no mercado de TI e como bônus terá o lançamento do mais novo programa piloto adaXP, um curso de programação voltado exclusivamente para o público feminino. Agora é a vez das mulheres, confira abaixo tudo o que esse programa tem a oferecer!

O AdaXP é um programa de iniciativa feminina, que tem o intuito de incentivar a participação das mulheres na área de desenvolvimento de softwares, considerando que atualmente esse público representa apenas 17% do total de desenvolvedores do Brasil. Isso ocorre devido à falta de incentivo e motivação durante o trajeto da carreira profissional. O curso vai mostrar que por mais que a área seja predominantemente composta pelo sexo masculino, essa área tem muito a oferecer às mulheres e quem sabe a partir dele não nasçam novas grandes profissionais…

O curso foi nomeado AdaXP com um propósito, o de homenagear Ada Lovelace, a primeira programadora da história que construiu o primeiro algoritmo para uma máquina analítica, sendo o primeiro a ser processado em computador, sim, este grande primeiro passo foi dado por uma mulher. Também por ser uma experiência única para todo tipo de mulheres, desde àquelas que nunca tiveram contato direto com a área até profissionais e líderes em tecnologia.

Esta capacitação é destinada a estudantes do ensino médio e universitárias regularmente matriculadas em suas instituições de ensino e a partir dos 15 anos de idade. As aulas se realizarão no laboratório do MIC ETEPAM, tendo início no dia 10 de julho e término no dia 31 do mesmo mês com um total de 20 vagas. Serão abordados conceitos da linguagem C# utilizando como principal ferramenta o Xamarim Studio, através de aulas, oficinas e palestras. As instrutoras serão Lhaís Rodrigues, ex-aluna da instituição e colaboradora do Centro que trabalha como desenvolvedora na Ávila Soluções e no projeto Mete a Colher; atualmente estudante de engenharia da computação – UFPE. E Mariana Albuquerque, também desenvolvedora na Ávila e no projeto Mete a Colher, além de ser estudante de engenharia da computação – UFPE.

A inscrição é totalmente gratuita e pode ser feita pelo portal do programa.