Como nasceu e como se desenvolveu o MIC ETEPAM no seu primeiro ano de vida

“Graças ao MIC me descobri no que queria ser e hoje estou aqui” conta Líder Técnico que acompanhou desde o início

7 de agosto de 2017
• Escrito por

Para iniciar o mês da retrospectiva de 9 anos do MIC, devemos começar pela raiz da árvore e o princípio de tantos frutos.

Em 2008, nascia o MIC ETEPAM, o primeiro Centro de Inovação em uma escola pública do Brasil. Com o objetivo de capacitar os alunos para o mercado de trabalho e incentivar o desabrochar na área de TI, o MIC ETEPAM fez parte da vida de muitos alunos que puseram seus pés na instituição. Muitos seguiram na área da Tecnologia da Informação, já outros focaram em áreas distintas, mas é inegável que o MIC teve uma participação ativa no amadurecimento ou na influência profissional de cada um.

A ETEPAM havia sido fechada para obras em 2006 e na sua reinauguração, em 2008, foi presenteada por Eduardo Campos, ex-Governador do Estado, e pelo presidente da Microsoft do Brasil com um Centro de Inovação, o primeiro em escola pública do país. É notável que o ex-governador tinha em mente que com certeza essa parceria daria ótimos frutos, e realmente deu.

No início, não foi muito fácil implantar e oferecer os cursos do S2B, mas depois de um curto espaço de tempo, o MIC ETEPAM se tornou referência nacional no programa depois de um excepcional treinamento e capacitação dos alunos inscritos. No primeiro ano dos cursos, se formaram 36 alunos de Desenvolvimento de Softwares e Infraestrutura e os dois melhores de cada turma ganharam a oportunidade de realizar a prova de certificação da Microsoft gratuitamente.

“Foi muito prazeroso para mim” disse Edmiel Leandro, aluno de uma das primeiras turmas do S2B e hoje líder técnico do MIC ETEPAM, durante uma entrevista. “Eu cursava MSI (Manutenção e Suporte em Informática) no subsequente da ETEPAM quando fiquei sabendo das inscrições do curso de Infraestrutura no MIC, e por carregar o nome Microsoft, me chamou bastante atenção”, nos contou.

“Me permitiu trilhar em diferentes áreas, entre elas: Infraestrutura, Desenvolvimento, Comunicação e Design, e assim, permitiu me descobrir nessa última área” disse Edmiel sobre como o MIC mudou em sua vida profissional.

Assim como para Edmiel, o MIC foi essencial para outras pessoas, permitindo-as descobrirem suas vocações ou se prepararem para o mercado de trabalho. Esse é o objetivo do Centro de Inovação: Inovar na área de preparar, ensinar, criar, fazer e tantas outras coisas. E é com muito orgulho que afirmamos trazermos todos esses valores ao longo desses 9 anos com criatividade e proatividade.